Se não virar borboleta nunca vai poder voar!

Oi mocinhas e mocinhos, tudo bem com vocês?
No autoestima de hoje, venho falar sobre mudanças. Pode parecer simples, mas nem sempre é fácil mudar. Mudar exige renúncia, esforço, ousadia, foco… Resumindo, exige sair da zona de conforto. Por isso é tão difícil.

Mas se formos analisar, estamos em constante mudança. Quer ver só? Nosso corpo muda, nossa mentalidade muda, me atrevo a dizer que as coisas não mudam, nós que mudamos sempre.

Acontece que mudar de forma “involuntária”, como os exemplos a cima é “fácil”, afinal você nem percebe, os impactos não são tão visíveis; agora quando o assunto é tomar uma atitude que irá definir toda a sua jornada, a mudança aparece de forma tenebrosa.

Isso porque surge o medo; medo de dar o primeiro passo para mudança e não conseguir se adaptar a ela. É como se o nosso cérebro estivesse programado para fazer sempre a mesma função, e de repente tivesse que se reprogramar para o novo; então ele emite um sinal (medo) indicando que essa mudança vai gerar muito trabalho, muito esforço, e que talvez nem dê bons resultados.

Sempre falo do medo, pois acredito que ele seja responsável por muitas coisas, inclusive o conformismo.

Mas é hora de sair da zona de conforto e ir se aventurar no novo, no “incerto”. Nada nessa vida é estável. Você querendo ou não a mudança virá.

Só que quando você muda de forma consciente é melhor, é prazeroso, pois haja o que houver você já estava ciente que algo de bom ou ruim poderia acontecer. Não espere mudar por “acidente”.

A mudança é tão necessária; ela nos leva a realizar sonhos, nos permite viver a vida sem olhar para trás, e nos torna inteligentes e fortes.

É importante ressaltar, que a mudança precisa partir de você. Mude por você, e consequentemente as pessoas a sua volta serão incentivadas a mudar também.

Lembre-se que para uma lagarta virar borboleta, ela passa por uma metamorfose. Então, saia do conformismo; lagarta que tem medo de sair do casulo não vira borboleta e nunca poderá voar.

Não se apegue ao passado, não se atemorize com o futuro, mas viva conscientemente o presente. A vida é feita de mudanças; viva, crie asas e voe alto.

Não se esqueçam de compartilhar com os amigos e de me seguir nas redes sociais.

Beijinhos ♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Você tem medo?

Pode parecer estranho, mas o medo é importante, pois é um alerta natural e involuntário que recebemos, indicando que algo pode dar errado ou pode ser perigoso.

Mas até que ponto o medo é benéfico?

O medo é bom apenas para impedir de colocarmos a nossa vida em risco. Por exemplo, se fossemos altamente corajosos, escalaríamos torres de energia e nos equilibraríamos nos cabos de alta tensão.

O final disso nem preciso falar, não é?! Então por isso o medo é interessante, ele nos impede de cometer loucuras.

Agora, a partir do momento em que ele administra nossa vida é altamente perigoso. Tudo bem você sentir um medinho; eu tenho muito medo de besouros e baratas, muito mesmo. Mas eu não deixo de curtir a natureza por saber que posso me deparar com besouros polinizadores, por exemplo. Hahaha.

Não precisa fingir que ele não existe, mas ter coragem de enfrentá-lo é indispensável.
Você já deu uma pausa nos seus sonhos por causa desse sentimento?

Isso é bem comum! E então fazemos aquela pergunta: E se…? E se não der certo? E se as pessoas não gostarem? E se eu não conseguir? E se…?

Esses dias estava refletindo sobre isso. Deixamos de dar um ponta pé inicial nos nossos planos por sentir medo. Medo do que não existe! Medo da opinião alheia! Medo de dar errado! Medo de tentar! Medo de não agradar! Medo de… viver! Sim, medo de viver!

Tem um filme que amo muito, posso dizer que é um dos meus favoritos, Cartas para Julieta; um filme inspirado na famosa obra de William Shakespeare. Entre tantas partes do filme que me encanta, um trecho que foi escrito na carta de Sophie para Claire me chama a atenção e me leva a profunda reflexão:


” “E” e “Se” são duas palavras tão inofensivas quanto qualquer palavra, mas coloque-as juntas lado a lado, e elas tem o poder de assombra-lá pelo resto da sua vida. “E se”.. E se? E se?” “

É hora de deixarmos de lado os medos e os ” e se “, e começarmos a encarar o que nos bloqueia, o que impede a nossa felicidade.

Você vai esperar quanto tempo para viver intensamente o que te faz sorrir? Não tenha medo de arriscar, de tentar, de mudar, de conhecer o novo, de sonhar, de amar, de viver e de ser feliz.

Então, não espere os anos se passarem para você viver o que sempre sonhou.
Viva! Viva sem medo! Viva seus sonhos! Viva hoje!

Espero que tenham gostado e refletido sobre a importência de deixarmos de lado o medo e seguirmos em direção do que nos faz bem e feliz. Não deixe de compartilhar com os amigos, você pode ajudar uma pessoa que sofre com esse sentimento.

Não se esqueça de seguir o blog e me seguir nas redes socias.

Beijinhos e fiquem com Deus ♥♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Você costuma ser corajoso?

Mocinhas e mocinhos, tudo bom?
Vocês são corajosos? Muitas vezes aparecem situações na vida que nos colocam medo, mas isso não impede de termos coragem.
Ter coragem não significa ausência de medo, mas a força que tiramos para agir e enfrentar a situação.

Isso me faz lembrar dos animais. Imagina só um animal que precisa lutar para sobreviver.
O texugo-do-mel é um dos animais mais corajosos do mundo. E se você pensa que ele é um animal de grande porte, se enganou.
O texugo do mel pode chegar até 77 cm de comprimento; o macho pode pesar de 9 a 16 Kg e a fêmea de 5 a 10 Kg.
O que mais me chama atenção nesse animal é a coragem que ele tem, o texugo enfrenta leões, hienas, serpentes venenosas, escorpiões, etc.
Se ele tem medo? Claro que sim, mas não desiste. Ele não costuma atacar sem motivos; mas se sentir ameaçado ou seus filhotes estiverem em perigo, não pensa duas vezes, enfrenta seus inimigos e coloca todos para correr, isso quando não transforma um em caça.
O texugo-do-mel me ensina a ser forte, mesmo quando tudo está ao contrário. É preciso colocar o medo e a insegurança debaixo do braço e seguir em frente, lutar por aquilo que realmente importa.

Pode ser que você se machuque em uma dessas lutas, mas tenha certeza que você é forte, não vai ser o fim.
Deus disse a Josué:
” Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares”. Josué 1.9
Independente da luta que você esteja enfrentando, saiba que Deus está contigo. Seus inimigos podem até se levantar contra você, mas lembre-se: Você não está só!
Então, agora é a hora de ser corajoso! Lute e saia vencedor em Cristo Jesus!

Beijinhos e fiquem com Deus ♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.