Deus no controle

Oii, tudo bem com você?

Estava refletindo como temos a capacidade de querer controlar tudo em nossa vida. Por exemplo, há coisas que não convém a nós fazer, mas insistimos naquilo. O que muitas vezes acaba trazendo um resultado indesejado.

Acredito que o desejo e a ânsia de realizar e/ou alcançar determinado objetivo, nos faz querer controlar o que acontece à nossa volta. Acontece que às vezes nos deparamos com o inesperado, e isso desestabiliza tudo.

Mas Deus por Seu infinito amor e misericórdia, vem e nos ajuda a enfrentar e vencer cada desafio.

Hoje, Deus me levou a uma linda reflexão. Ele me mostrou novamente que é Ele quem precisa controlar minha vida. Então pensei: “Sim, Deus! Tu precisa está no controle…”.

E Ele me disse: “Zaíne, então deixe Eu fazer tudo por você”.

Uau… Quando Deus está no controle da nossa vida é tão incrível… Mas muitas vezes não consigo entregá-lo tudo.

Então analisando profundamente o conceito da palavra “controle”, entendi que controlar é possuir o domínio sobre algo ou alguém. E entregar esse domínio a Deus é permitir que a vontade dEle seja feita.

Durante meu devocional, Deus falou comigo através desse versículo:

“Todavia como está escrito: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam” 1 Coríntios 2.9.

Você já enfrentou algo na sua vida que te fez pensar: “Como vou fazer? Não tenho como! Isso é impossível! É loucura! Não tem como dar certo!?”.

Confesso que já pensei muitas vezes assim. E quando leio esse versículo, me traz à memória o poder de Deus. Ele pode fazer tudo, Ele tem muito mais para nós. Seu poder é imensurável e Seu amor infinito. Ou seja, o que Ele tem preparado para mim e para você, nossa mente é incapaz de imaginar, não podemos compreender o tamanho das bênçãos que Ele tem nos reservado. Deus cuida de nós de forma inigualável.

No entanto, Ele quer que descansemos absolutamente nEle e O entreguemos o controle da nossa vida.

E quer saber? Deus age na nossa impossibilidade. Quando tudo diz que “não”, Ele vem e mostra que sim, é possível!

Então, o que ao seus olhos é impossível dar certo? Entregue tudo ao Senhor, confie totalmente nEle, e Ele fará acontecer o impossível em sua vida.

Beijos, fique com Deus e até a próxima. ♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Vitamina D

Oii, tudo bem com você?

Você costuma tomar banho de sol? Por quanto tempo você fica exposto aos raios solares?

Sabemos que o excesso de exposição solar pode causar doenças na pele. Isso porque os raios UV (ultravioleta) penetram na pele profundamente, podendo desencadear câncer, envelhecimento precoce, e, nos olhos, cataratas e/ou até mesmo cegueira. Então, sabendo desses riscos devemos nos proteger fazendo o uso de produtos com fator de proteção solar UVA e UVB.

Acontece que tudo em excesso é ruim. E assim como se expor demasiadamente a esses raios é prejudicial, se isolar completamente deles também traz impactos negativos à saúde. Vamos entender o porquê?

Importância dos raios ultravioleta

Os raios ultravioleta são fundamentais para estimular a produção de vitamina D (responsável pela produção do cálcio). Além da vitamina D, esses raios são importantes para o fortalecimento do sistema imunológico e para a prevenção de doenças cardíacas.

Agora que sabemos a importância desses raios à nossa saúde é preciso saber o momento certo para se expor à eles. Especialistas recomendam, tomar banho de sol antes das 10 hrs e/ou após as 16 hrs, por cerca de 15 minutos. Para maior absorção da vitamina D no organismo, é ideal que nesse período não sejam utilizados produtos de proteção solar, e o corpo esteja o mais exposto possível.

Vitamina D

A vitamina D é responsável pela preservação do sistema osteomuscular. Onde é fundamental para a absorção intestinal de cálcio, magnésio, fosfato, etc.

Pode ser obtido por meio da síntese cutânea e por alimentos ricos em vitamina D. Apesar de alimentos com grandes concentrações de vitamina D, a melhor forma de se obter essa vitamina é pela síntese cutânea, como exposição ao sol, por exemplo.

Mas, consumir alimentos como leite, ovos, sardinha, salmão, fígado, queijos e frutos do mar, pode auxiliar na absorção dessa vitamina.

É importante sempre consultar um profissional da área da saúde, para fazer exames aprofundados. Somente assim você saberá se seu corpo está com necessidade dessa vitamina.

Vale também ressaltar que o uso de produtos com fator de proteção solar é indispensável quando não se está recebendo a dose diária de vitamina D.

Falando nisso, já recebeu sua dose necessária de vitamina D hoje?

Beijos e fique com Deus ♥♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Ouse voar alto

Oii, tudo bem com vocês?

Hoje venho falar sobre “voar alto”. Esse voar que me refiro, está relacionado à visão de futuro, a buscar conquistar o impossível. Sim! Conquistar o impossível…

Segundo o dicionário Michaelis da língua portuguesa, o conceito de impossível é: “algo que não é realizável, não pode ser feito”.

Poxa! Se não pode ser feito, então não adianta nem tentar fazer, certo? Errado. Concordo que há coisas que estão fora do nosso alcance, o que impossibilita a nossa ação. Inclusive, no meu livro “Enquanto espero, vou…”, abordo esse assunto. Vale a pena conferir.

Mas esse conquistar o impossível a que me refiro, é você romper barreiras para conseguir voar o mais alto que conseguir. É claro que não será fácil, e às vezes, poderá levar muito tempo; o importante é prosseguir. E é sobre isso que gostaria de me aprofundar nesse texto.

Você já parou para pensar o porquê de muitas vezes não conseguir alcançar seus objetivos?

Um dos motivos mais comuns é a comparação. Querer viver a vida do seu colega, com certeza te faz voar baixo. Imagine se uma andorinha conhecida por sua beleza, elegância e voos ágeis, decidisse abrir mão da vida de migração que leva, para viver a vida de uma águia (que está acostumada a viver uma vida solitária), só porque a águia é imponente, conhecida por sua acuidade visual e seus vôos altíssimos. Será que a andorinha sairia bem?

Com certeza não. Mas isso não significa que a andorinha voa baixo. Em termos aparentes, o voo dela pode não ser alto como o da águia. No entanto, segundo sua capacidade física e natural, seu voo é perfeito. Ou seja, o voar alto atribuído aqui, vai muito além do que se pode ver – está associado a fazer o possível e até o impossível (dentro de sua capacidade) para viver seu propósito.

Continuando com o exemplo da andorinha, apesar da sua pequena estatura, ela consegue fazer longas migrações; o que nos deixa um exemplo lindo de que não é preciso ser uma ave de grande porte, ou ter uma habilidade de caça impecável para voar e viver lindamente.

O que te impede de voar alto? Talvez você esteja atribuindo os voos rasos da sua vida à falta de oportunidades, às suas limitações ou até mesmo às longas migrações que serão preciso ser feitas para você poder ver um céu azul novamente.

É importante termos em mente que os obstáculos que enfrentamos ou iremos enfrentar, servem para abrilhantar ainda mais nossa vida. Pois ao superarmos eles, seremos conhecidos pela conquista diante daqueles desafios.

Sendo assim, não desista de lutar por seus sonhos, não pare de acreditar no seu potencial. Saiba que é de voo em voo que se alcança as mais altas nuvens. Não será de primeira, mas a cada dia você vai rompendo seus limites e vivendo os sonhos de Deus para você.

Se você ainda não adquiriu um exemplar do meu livro, não perca tempo! Clique aqui e adquira já.

Beijinhos e fiquem com Deus ♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Arroz doce caramelado

Oii, tudo bem com vocês?

Essa semana é uma semana de frio aqui em São Paulo (8°C). Confesso que amo esse clima. Pois por incrível que pareça fico mais disposta… Louco, não é? Haha

E esse clima pede uma receita quentinha. Hoje fiz um arroz doce caramelado que é muito cremoso e delicioso. Então confira essa receita, e se onde você mora também está frio aproveita para fazer agora mesmo. Caso contrário, faça assim mesmo ♥

Ingredientes

• 1 ½ xícara de arroz

• 2 ½ xícara de água natural

• 200 ml de leite de coco

• 200 gr de creme de leite

• 1 xícara de leite (morno)

• 1 xícara de açúcar

Como fazer

• Em uma panela, coloque o arroz e a água;

• Leve ao fogo médio para cozinhar até que a água comece a secar. Se for preciso acrescente um pouco mais de água. Só cuidado para ele não ficar “empapado”.

• Enquanto o arroz cozinha, em outra panela coloque o açúcar e leve ao fogo baixo para virar caramelo. Fique atento para não queimar o açúcar.

• Com o caramelo feito, acrescente com cuidado o leite, o leite de coco e o creme de leite. Mexa bem, até o caramelo voltar a derreter e se unir com os demais ingredientes.

• Em seguida, em fogo baixo, misture o conteúdo da panela com o arroz. Mexa por aproximadamente 5 minutos. Deixe descansar por 10 minutos e sirva-se.

Dicas

• Se atente ao cozimento do arroz. Não deixe ele cozinhar muito para não ficar com aspecto empapado na hora de misturá-lo aos demais ingredientes.

• Confira o açúcar. Você pode tirar ou colocar a quantidade de açúcar de sua preferência. Lembrando que quanto mais açúcar ter, mais “marronzinho” o arroz irá ficar.

• Você pode servir com canela em pó. Fica muito saboroso.

Beijinhos e fiquem com Deus ♥♥♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Inesperado: como lidar?

Oii, tudo bem com vocês?

Um tempo atrás estava conversando com duas amigas de trabalho, e elas me sugeriram um tema para refletir aqui com vocês. O tema foi, Inesperado: como lidar?

Achei o máximo falar sobre, pois muitas vezes nós planejamos tudo, mas não planejamos ou preparamos nossa mente para lidar com imprevistos.

Então, passei um tempo refletindo e hoje decidi vir falar um pouco.

Acredito que não só eu, mas muitos de vocês já tiveram que enfrentar uma situação que não estava nos planos. Confesso que quando me deparo com situações não esperadas, fico assustada e nervosa. Afinal, parece que tudo que poderia ser feito simplesmente some do seu alcance e a única alternativa é o desespero.

Lembro quando minha família recebeu a notícia que minha avó materna estava sofrendo de uma enfermidade que os médicos não sabiam como lidar, não haviam nem descoberto o que era. Aquela notícia foi terrível. O que poderia ser feito, sendo que de início nem diagnóstico havia?!

No momento o desespero e o medo tomou conta. Depois, Deus foi dando graça e fomos nos adaptando àquela situação.

Se é fácil? Em hipótese alguma! Costumo falar sobre mudanças – A mudança nos tira da zona de conforto, nos faz romper os limites que muitas vezes nem sabemos que somos capazes de romper. Assim é lidar com o inesperado. É claro que precisamos estar preparados para situações adversas. Mas como lidar com um diagnóstico de infertilidade, por exemplo? Ou com uma notícia de perda? Existem coisas que estão fora do nosso controle. Então não cabe a nós tentarmos resolver. É preciso pedir forças a Deus para seguir em frente e viver aquilo que Ele tem para nós.

Acontece que nós queremos que as coisas aconteçam em nosso tempo e do nosso jeito. No entanto, aquilo que parece ser bom para nós, às vezes nem é tão bom assim. Mas isso só será percebido depois de algum tempo.

Gostaria de compartilhar três pontos que funcionam para mim quando me deparo com o inesperado.

• Tire um momento para refletir

Geralmente quando o “de repente” acontece comigo sou acometida de um susto muito forte. Então é nesse momento, que mesmo com lágrimas nos olhos, busco refletir sobre o que está acontecendo. Tendo entender e aceitar o máximo da situação. Aceito, porém buscando alternativas de solução.

Nesse período de reflexão, consigo respirar e organizar meus pensamentos. Então, por mais cruel que tenha sido o imprevisto, consigo seguir em frente e sair da situação vitoriosa.

• Tento ver o lado positivo

Nem sempre é fácil ver os pontos positivos, ainda mais quando o inesperado trata-se de uma enfermidade. No entanto, busco pensar na solução do problema, foco sempre em sair daquela situação imprevista.

Acho essa parte mais incrível. Pois é como se aquele desespero que consumia meu interior fosse sumindo. É claro que isso tudo é um processo, e nesse processo quem é meu psicólogo e ajudante é Deus. Então lembro daquele versículo que está em Romanos 8.28 “ Todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus…”. Então por mais louco que possa parecer, saiba que tudo (quer seja bom ou mau) contribuem para o bem daqueles que amam a Deus.

• Foco no presente

O mal do ser humano é querer viver o amanhã. O amanhã não existe, então porque ficar se preocupando com algo que nem aconteceu?! Quando o sentimento de desespero invade meu ser, penso assim: “Vai dar tudo certo! Um dia de cada vez! Não vou me preocupar com o que ainda nem existe!”.

E quer saber? Como isso me alivia. Às vezes é preciso pararmos e falarmos para o nosso eu: “Ei! Já deu tudo certo! Independente do resultado, saiba que será o melhor para você!”

A mensagem que quero deixar para você que foi surpreendido (a) com o inesperado é: Tudo na vida tem o propósito. Nada é por acaso. Tudo tem um porquê. E por mais difícil que seja aceitar, saiba que é o melhor para você!

Aproveito para falar do meu livro “Enquanto espero, vou…”. Nele falo o que fazer e como lidar com o processo de espera. Então não perca tempo, adquira o seu exemplar e tenha a sua vida edificada.

Beijinhos e fiquem com Deus ♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Como lidar com o cansaço?

Oii, tudo bem com vocês?

Graças a Deus comigo vai tudo bem. Inclusive agradeço você que adquiriu um exemplar do meu livro. E aqueles que ainda não adquiriram, não perca tempo! O livro está incrível, tanto o físico quanto o e-book. Nele falo como lidar com o processo de espera e o que fazer enquanto se espera. Essa espera é abrangente: pode ser à espera de um emprego, cura, sonho ou relacionamento. Aproveito para te convidar a assistir a Live de lançamento, que será no dia 02/04 às 19:00hrs (horário de Brasília) no perfil do Instagram da Editora Ases da Literatura. Clique neste link para adquirir um exemplar do meu livro: Enquanto espero, vou…

Bom, hoje gostaria de falar um pouco sobre cansaço. Você já se sentiu cansado? É óbvio que sim né? Afinal somos feitos de carne e osso, por mais fortes que sejamos, uma hora nosso corpo “acende” um sinal vermelho indicando que é hora de parar e descansar.

O cansaço pode vir de diversas formas: físico, que é o mais comum. Quando trabalhamos o dia todo, por exemplo, no final do dia ficamos bem cansados.

Mental, que como o nome já diz é quando forçamos muito a mente, ou até sofremos alguma pressão psicológica.

Emocional, é quando ficamos desinteressados por algo, irritados e desanimados.

Ou seja, é possível sentir- se cansado em várias áreas da nossa vida. O cansaço vem de remoer mágoas do passado, de se cobrar demais, de esconder os sentimentos, de se autossabotar, de querer agradar todo mundo, de não impor limites, de se sentir culpado e ter excesso de trabalho.

No livro Enquanto espero, vou… Falo um pouco de quão difícil e desafiador é esperar por algo. Isso querendo ou não gera um cansaço.

Como saber que estou cansada (o)?

Os sinais mais comuns são dores de cabeça, insônia, estresse, dores no corpo, falta de concentração, entre outros. Então se seu corpo vem dando esses sinais, fique atento para não entrar em estado de esgotamento físico.

Então, o que fazer para descansar? Sendo que vivemos na agitação do dia a dia: emprego, casa, faculdade…

Vale ressaltar que descansar nem sempre é ficar sem fazer nada. Não sei se você já teve a experiência de ficar sem fazer nada e continuar cansado. Isso pode acontecer, porque às vezes o cansaço não é físico e sim mental ou emocional.

Então experimente descansar a sua mente, corpo e alma.

Seguem algumas dicas de como lidar com o cansaço.

Se desconecte. Como é difícil se desconectar da internet, não é? Mas ficar alguns dias off das mídias pode ser muito bom. Você finalmente terá tempo para outras atividades, como por exemplo exercícios físicos, meditação e fazer uma leitura.

• Organize suas tarefas. Organizar as tarefas é fundamental para ter uma mente tranquila e descansada. Então estabeleça prioridades e trabalhe com calma.

• Converse. Como é bom conversar. Se tem algo que amo fazer quando estou cansada é colocar para fora aquilo que está me causando estresse e desconforto físico e/ou mental. Acredito que desabafar é ótimo. Você pode procurar um psicólogo para ter essa conversa, ou um amigo (a) de confiança. O bom da conversa é que durante ela, é possível sorrir e chorar. Tudo isso trará um alívio incrível.

• Invista em você. Ah, como é bom tirar um tempo só nosso. Esse tempo poder em um spa, em uma praça ou no sofá de casa lendo um belo livro. Cuidar de você é fundamental. Não se anule. Não permita que a correria do dia a dia ofusque seu brilho.

• Cuide do seu espiritual. Há dias que investimos em tantas coisas e esquecemos de ter um tempo com nosso Criador. Converse com Deus. Faça um devocional. Alimente seu espírito com coisas boas, se alimente com a Palavra de Deus.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve”. Mateus 11. 28-30

Não esqueça de compartilhar com os amigos, me seguir no Instagram e adquirir meu livro: Enquanto espero, vou…

Beijinhos e fiquem com Deus ♥♥♥

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Escrevi um livro!

Oiii, tudo bem com vocês?

Uau!!! Faz um tempo que não escrevo por aqui, não é mesmo? Estava com saudades de vir papear com vocês.

Mas olha só, fiquei off por uns dias, pois estava resolvendo alguns assuntos muito importantes. Lembra que no primeiro post do ano havia comentado que esse ano de 2022 teria muitas novidades? Bom, finalmente posso compartilhar com vocês essa novidade que para mim é de muita alegria e tenho certeza que irá acrescentar muito na vida de vocês.

Escrevi o meu primeiro livro! Sim! Como vocês que me acompanham por aqui desde o começo do blog já sabem que escrever é algo que amo fazer. E ajudar pessoas com minhas escritas é a minha missão aqui. Quando recebo o feedback de vocês falando o quão necessário foi uma publicação feita, fico imensamente agradecida por finalmente conseguir realizar minha missão aqui na terra.

Mas sem delongas, quero falar rapidamente sobre o livro. O nome dele é: Enquanto espero, vou… Publicado pela Editora Ases da Literatura.

Nele compartilho experiências que tive com Deus durante o meu processo de espera. E apresento meios de lidar com a espera.

Sabemos que esperar quer seja por um milagre, uma cura, um emprego ou até pelo amor da sua vida é um processo difícil de lidar. Mas quando estamos fazendo algo é bem melhor do que ficar parado esperando as coisas “caírem do céu”.

Então, o que fazer durante o processo de espera? Convido você a adquirir o seu exemplar e aprender a lidar com esse processo.

O livro ainda não foi lançado, em breve estarei compartilhando com vocês a data de lançamento. Então se você não me segue nas redes sociais, corre para ficar sabendo em primeira mão.

Segue o link para compra do livro. Está à venda não só no Brasil, como Países da Europa, Estados Unidos, e outros.

Click aqui e adquira seu livro!

Não se esqueça de compartilhar com quem você ama… Beijinhos e fiquem com Deus ♥♥♥

Bolo de fubá fofinho

Oii, tudo bem? Hoje trouxe uma receita bem fácil de bolo de fubá fofinho. Apesar de ser um bolo simples e conhecido, vai super bem na hora do chá da tarde. Confira:

Ingredientes:

• 3 ovos

• ½ xícara de óleo

• 1 ½ xícara de leite

• 1 xícara de açúcar

• 2 xícara de fubá

• 1 colher de fermento em pó

• 1 pitada de sal

• 2 colheres (sopa) queijo parmesão ralado (opcional)

Modo de preparo:

• No liquidificador acrescente os ovos, o leite, o óleo, o açúcar, o fubá, o sal e o queijo ralado. Bata bem, até obter uma mistura homogênea.

• Em seguida adicione o fermento e bata rapidamente, apenas para agregá-lo a massa.

• Em uma forma untada e enfarinhada despeje a mistura do bolo e leve em forno médio (180°C) por aproximadamente 40 minutos.

• Prontinho. Agora é só saborear esse bolo acompanhado de um chá ou café.

Dica:

Não deixe o bolo assar muito para não ressecar. Ao fazer o teste do palito, e ver que este está limpo, já retire o bolo do forno.

Não se esqueça de seguir o blog e compartilhar essa receita com seus amigos.

Beijinhos e fiquem com Deus.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Resiliência: como lidar com os problemas

Oii, tudo bem com vocês? Espero que sim! Por aqui está tudo bem graças a Deus. É claro que isso não significa ausência de desafios e problemas. Afinal, todo mundo tem e eles acabam fazendo parte da vida, certo?

Hoje quero falar um pouco sobre resiliência – como lidar com os problemas.

Como dito anteriormente, todos tem problemas. Esses podem ser em diversas áreas da vida: sentimental, profissional, espiritual, financeira ou na saúde. Ou seja, talvez você esteja com a sua vida profissional excelente, mas a sua saúde não anda tão bem assim.

No entanto, independente dos desafios impostos a nós, é preciso buscar forças para lutar e então alcançar o êxito desejado.

Mas como lidar com os problemas? Para isso é preciso ter resiliência. Segundo o dicionário Houaiss, resiliência é a propriedade que alguns corpos têm de retornar a forma original após terem sido submetidos a uma deformação. Capacidade de se recobrar ou de se adaptar a má sorte, a mudanças.

Ou seja, é quando tudo está indo de mal a pior, e você continua vendo o lado bom das coisas. É quando no momento de dor você não desiste, pois sabe que há uma força maior dentro de você. É quando você é desdenhado, mas prefere não dar importância para as palavras negativas, pois conhece o seu valor. É quando alguém decide gritar ou falar palavras ofensivas a você, mas ao invés de absorver essas palavras, decidiu descartá-las tornando-as insignificantes.

Falar assim parece ser fácil, mas sei que pode ser um grande desafio. Porém a resiliência pode ser trabalhada e desenvolvida. Veja alguns meios de lidar com os problemas.

Vivendo bem

Há várias formas de viver bem. Costumo falar muito sobre o hábito de vida saudável, que por sinal em meu ponto de vista não significa deixar de comer um doce ou um carboidrato. Mas em comer com moderação, incluir alimentos com uma tabela nutricional rica e ter uma vida ativa.

Além disso, é possível viver bem tendo um momento de lazer e cuidado pessoal. Afinal, quando você se cuida, a autoestima aumenta, e os problemas são encarados de forma mais leve.

Sendo positivo

A positividade é um passo importante para vencer os desafios. Pois ela faz com que não vejamos a gravidade ou o tamanho do problema, mas a solução. Então diante das adversidades, seja positivo. Utilize palavras que irão abençoar sua vida. Não seja negativo, tente extrair boas lições das dificuldades.

Tendo amigos

Como é bom ter amigos. Vale lembrar que estar rodeado de pessoas não significa ter amigos. Amigo é aquele que está ao seu lado nos bons e maus dias. Independente da situação você pode contar com ele. Por isso é muito importante fazer amigos. Pois quando tudo estiver indo de mal a pior, você poderá contar com eles.

Deixando o stress

Os problemas costumam vir acompanhados do stress. E o stress faz muito mal não apenas a sua saúde física, como pode comprometer seus relacionamentos. Pois é complicado se relacionar com pessoas estressadas. Por isso a importância de viver bem, fazer uma viagem para se distrair e curtir sua companhia. Quando você se desliga daquilo que está te consumindo, você encontra forças e meios para lidar com os problemas.

Vendo o lado bom da vida

Tudo que acontece na nossa vida tem um propósito. Nada é por acaso. E tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus.

Sei que é mais fácil lidar com as coisas boas que a vida nos oferece. No entanto, a partir do momento que paramos para observar minuciosamente os desafios impostos a nós, conseguimos ver que é possível sermos fortes nos momentos de fraqueza. É possível encararmos os problemas de cabeça erguida e sairmos vitoriosos depois de uma grande luta.

Sendo assim, quando as dificuldades vierem te afrontar, busque forças em Deus e seja grato pela vida. Veja sempre o lado bom da vida. 

Espero que esse post te ajude a desenvolver a resiliência para encarar os problemas da melhor forma possível.

Não se esqueça de seguir o blog e compartilhar com os amigos.

Beijinhos e fiquem com Deus.

 

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Crumble de Maçã

Oii, tudo bom com vocês?

Hoje trago uma receita de sobremesa que é muito saborosa e prática. O que mais amo nela são as texturas que ela possui: crocante e macio.

Além do mais, é muito versátil. Pode ser servida ainda quente ou a temperatura ambiente, com acompanhamento de sorvete ou creme inglês, ou se preferir sozinha. De todas as formas fica saborosa.

Então, vamos conferir essa receita de Crumble de Maçã?

Ingredientes:

• 6 maçãs

• Suco de ½ limão

• 200 g de farinha de trigo

• 80 g de manteiga ou margarina (gelada)

• 95 g de açúcar mascavo

• 1 pitada de sal

• Canela em pó para polvilhar

• Açúcar refinado (opcional) para polvilhar

Modo de Preparo:

• Corte as maçãs em lascas finas (retirando a semente) e acrescente o suco do limão.

• Em uma assadeira refratária, coloque as maçãs em camadas, polvilhando canela em pó. Reserve.

• Em um recipiente, acrescente a farinha de trigo, o açúcar mascavo, o sal e a manteiga. Misture esses ingredientes de forma suave, esfarelando entre os dedos, até obter uma consistência de farofa.

• Coloque essa farofa sobre as maçãs e polvilhe um pouco de canela em pó e açúcar refinado.

• Leve ao forno pré-aquecido a 180 °C e deixe por aproximadamente 40 minutos ou até ficar com a superfície dourada e crocante.

• Sirva como preferir.

Dicas:

• É importante que a manteiga ou margarina esteja gelada. Isso ajudará no ponto da farofa.

• As maçãs podem ser cortadas em lascas finas ou em pedacinhos. Gosto dela em lascas, pois fica mais macia. Deixando a textura do crocante com o macio mais nítido.

• O Crumble de Maçã pode ser acompanhado por um sorvete de sua preferência, um creme inglês ou sozinho.

• De preferência, opte por um refratário de louça ou vidro raso. Não se preocupe em deixa-lo “alinhado” no refratário; a farofa pode ser colocada de forma que fique “irregular”.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.